Novo

Livro: De Leone A Tarantino

80 reales

em 12x 7 reales con 76 centavos

Frete grátis

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Estoque disponível

Devolução grátis

Você tem 30 dias a partir do recebimento do produto para devolvê-lo, não importa o motivo!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Garantia do vendedor: 1 meses

Características principais

Título do livroDe Leone a Tarantino
AutorChico Lopes, Tirso de Biasi
IdiomaPortuguês
Editora do livroEstância Projetos Editoriais

Outras características

  • Gênero do livro: Cinema

  • Tipo de narração: Conto

  • Idade mínima recomendada: 8 anos

  • Idade máxima recomendada: 100 anos

  • ISBN: 9786587352015

Descrição

Nome completo: "DE LEONE A TARANTINO - Uma visão da trajetória e influência do faroeste spaghetti"
Sobre os autores Chico Lopes e Tirso Florence de Biasi, procure por gentileza na internet. Não é possível colocar o link aqui.
Capa dura, tamanho 25 cm largura x 35 cm altura.
120 páginas em papel couché.
Com imagens coloridas.
Produzido por Estância Projetos Editoriais.

Garantia somente contra erro de impressão (por exemplo, página faltando, ou duplicada, ou de cabeça para baixo).

Preço de frete e responsabilidade de entrega estão dentro das determinações do Mercado Livre.
Para comprar o livro sem ser por aqui é preciso nos encontrar nas redes sociais.

SINOPSE:
Mais do que uma onomatopeia que sugere tiros, “Bang Bang” se tornou sinônimo de um gênero de filmes que remete a um período, um país, um estilo de cenário e de personagens: os Estados Unidos do final do século 19 e começo do 20.
Oficialmente, o gênero é denominado western. Os italianos tomaram tanto gosto que, nos anos 1960 e 1970, entraram de cabeça na produção de filmes desse tipo. E explodiram em sucesso, mesmo sem grandes orçamentos, se comparados com os filmes americanos.
Essa vertente vinda da Itália logo ganhou uma sub-alcunha: spaghetti western. O termo foi criado pelos americanos e tinha caráter pejorativo porque, além de se sentirem usurpados em um gênero cinematográfico que a princípio era naturalmente deles, consideravam esses western vindos da Itália inferiores aos feitos nos Estados Unidos. Contudo, os italianos surpreenderam e, do núcleo do spaghetti western, surgiram verdadeiras obras-primas, que atualmente são incluídas em listas de melhores western de todos os tempos – inclusive aparecendo nas primeiras posições, quando não raro em primeiro lugar.
É o caso de filmes como Três homens em conflito, ou Era uma vez no Oeste, ambos dirigidos pelo grande criador deste subgênero, aquele considerado “o pai de todos”, Sergio Leone; ou ainda Django, dirigido por outro Sergio, este de sobrenome Corbucci. Mesmo sob forte influência de Leone, Sergio Corbucci trouxe novos elementos ao estilo. Os ingredientes criados pelos dois Sergios são imitados até hoje. Esses filmes foram realizados e rodados na Europa, na segunda metade da década de 1960, e ainda influenciam cineastas no mundo todo – inclusive os próprios americanos, como Quentin Tarantino. Isso evidencia que até os donos naturais do gênero acabaram por se render ao spaghetti.
É essa trajetória e influência que Tirso Florence de Biasi e Chico Lopes, autores, abordam neste livro, um misto de história e de opinião pessoal que faz fluir a imaginação.